Câmara Municipal de Cantanhede recebe Menção Honrosa do Prémio "Boas Práticas na Administração Pública" 




O projecto Sistema de Informação Geográfica - SIGMC Explorer da Câmara Municipal de Cantanhede foi contemplada com uma Menção Honrosa na segunda edição do “Prémio Boas Práticas na Administração Pública”, promovido pelo Diário Económico, a empresa de consultadoria Deloitte e o Instituto Nacional de Administração.

O galardão foi entregue em 4 de Março ao presidente da edilidade, em cerimónia que decorreu no Hotel Ritz, em Lisboa, com a presença da Secretária de Estado da Administração Pública, Dr.a Susana Toscano. Na ocasião, o Dr. Jorge Catarino manifestou-se “particularmente satisfeito com a atribuição da Menção Honrosa, sobretudo porque se trata de uma forma de reconhecimento do profissionalismo e capacidade técnica dos funcionários da Câmara Municipal de Cantanhede”.
“Tenho o privilégio de contar com o apoio de uma equipa de grande qualidade, e é isso que está na base do excelente trabalho que a autarquia tem desenvolvido em vários domínios, mas neste caso particular não posso deixar de enaltecer o papel do Director do Departamento de Urbanismo, Engº António Abreu, responsável por esta candidatura, e também do Engº João Machado, Chefe da Divisão de Informação Geográfica e responsável pelo projecto do SIGMC Explorer”, referiu o presidente da Câmara.

Com o SIGMC Explorer, a Câmara Cantanhede foi a única autarquia do País a ser distinguida na categoria “Administração Pública Electrónica” - uma das quatro categorias em concurso -, depois de ter integrado o leque restrito de 15 instituições nacionais que foram escolhidas para uma ‘short list’, no âmbito do processo de selecção das 40 candidaturas concorrentes. Dessa ‘short list’ faziam parte a Direcção Geral do Tesouro, o Gabinete de Gestão do Prime, a Secretaria Geral do Ministério das Finanças e o Instituto de Financiamento ao Turismo, entre outras prestigiadas entidades da administração pública portuguesa.

Segundo os promotores da iniciativa, a Menção Honrosa atribuída à Câmara Municipal de Cantanhede premeia os evidentes benefícios do SIGMC Explorer, tendo em conta os ganhos de eficiência no que diz respeito ao volume de processos tratados e ao número de funcionários envolvidos na sua gestão.

O SIGMC Explorer foi desenvolvido pela autarquia na sequência da consolidação dos processos SIG mais simples, com o objectivo de fazer chegar a informação geográfica e os procedimentos que lhe estão subjacentes a todos os intervenientes nos processos do Município.

Assente na utilização da internet, o sistema SIGMC Explorer (http:\\sig.cm-cantanhede.pt) consiste num conjunto de aplicações SIG com ferramentas de gestão e manutenção próprias, servindo de interface para gestão e exploração do território municipal em todos os aspectos que envolvam directa ou indirectamente a localização e representação espacial de informação. Esta interface permite visualizar e imprimir informação geográfica, assim como aceder a aplicações específicas para as diversas áreas de intervenção do Município. O sistema inclui ainda uma política de acessos e permissões baseada em perfis de utilizadores, possibilitando que o mesmo conjunto de aplicações e de dados possa ser utilizado quer pelos dirigentes e técnicos da autarquia, quer por outras entidades externas à autarquia com interesses partilhados, quer ainda pela comunidade em geral.

A principal e mais visível vantagem da utilização do SIGMC Explorer reside no facto de ter passado a ser possível a qualquer interveniente nos processos do Município, ou a qualquer cidadão, consultar a informação geográfica existente a partir da internet, dispensando a deslocação aos serviços da Câmara para obter essa mesma informação. O cidadão pode assim, sem sair de casa, consultar a informação de que necessita para determinado local e nos diversos domínios de intervenção da autarquia, obtendo respostas imediatas sobre questões que antes poderiam demorar horas ou mesmo não ser possíveis sem o envolvimento de diversos funcionários e vários dias de espera.

De salientar ainda que a aplicação permite, nomeadamente no âmbito da gestão urbanística, confrontar as pretensões dos munícipes, que vão sendo registadas na base de dados geográfica do sistema, juntamente com as decisões proferidas sobre processos geograficamente próximos ou de características semelhantes, contribuindo assim para uma maior coerência e consistência das decisões da Câmara Municipal.

   





 

© C. M. de Cantanhede/Dep. de Urbanismo/Div. Informação Geográfica |  ficha técnica | Início

    Última actualização: 9/03/2004 | Este site está optimizado para Internet Explorer.